Sistema de Informação


Saida = f (Entrada)



* feedback é opcional (geralmente é utilizado em sistema de controle)


**organizado para coletar, processar, transmitir e disseminar dados que
representam informação para o usuário e/ou cliente.


Equação matemática correspondente:
                      Y = f(X)  
                      onde:
                      Y=dado X=dado

Elementos de um Sistema

saídas
  • produtos ex: objeto em 3D,
    impresso por impressora 3D
  • serviços ex: serviço web
  • exibir dados
entradas
  • sensor
  • camera
  • configurações de iteração
  • eventos
  • info já disponivel (BD)
  • ...
dados:
  • dados
  • informações
  • conhecimento
  • algorítmos
  • configurações
  • ...
transformações, executar:
  • rotinas
  • tarefas
  • transações
  • funções
  • ...
feedback
  • validação (critica e consistência)
  • filtragem (aumentar/diminuir granulação)
  • generalização
  • sintetização
  • ...

Skip to main content

Conceitos

|

Sistema
É um conjunto de elementos interdependentes de modo a formar um todo organizado.

Todo sistema possui um objetivo geral a ser atingido.

O sistema é um conjunto de funcionalidades que têm sua determinada função, componentes, entidades, partes ou elementos e as relações entre eles, a integração entre essas funcionalidades pode se dar por fluxo de informações (fluxo de matéria, fluxo de sangue, fluxo de energia) enfim, ocorre comunicação entre as funcionalidades de um sistema.

Exemplo
Processamento de transações, automação de escritório, apoio a decisão, informações gerenciais, cenários, objetivos, estratégias, programa de ação... (matéria prima é o dado)

Outros sistemas: Circuito elétrico (corrente), ciência (conhecimento), aprendizado (informação), respiração, endócrino (hormônios) ....

Evolução
Ver o diagrama Ir para

Solução
A solução de um problema, poderá ser dividida de diferentes maneiras:
  • Sucessivos estágios para executar uma mesma função, a níveis de sofisticação cada vez maiores: estágio 1 seria um sistema de processamento de lote (batch) e o estágio 2 uma versão online do mesmo sistema (ex.: imposto de renda).

  • Sucessiveis estágios poderiam implementar diferentes funções de um mesma área: estágio 1 de um sistema de material poderia ser o controle de unidade e o estágio 2 poderia ser o sistema de contabilização de material.
  • Funcionamento
    O SI inclui a entrada (input) que envolve a captação ou coleta de fontes de dados brutos de dentro da empresa ou de um ambiente externo.
    O processamento envolve a conversão dessa entrada bruta em uma forma mais útil e apropriada.
    A saída (output) envolve a transferência de informação processada às pessoas ou atividades que a usarão (processa os inputs e produz outputs, que são enviados para o usuário ou para outro sistema).
    Podem conter também um mecanismo de feedback que controla a operação.

    Elementos
    Entradas, Saidas, Dados, Transformações e execução (funcionalidade), feedback.

    Aspectos cognitivo

    Nosso cérebro tem 2 sistemas mentais:

    A mente de baixo para cima e:

  • Mais veloz em tempo cerebral que opera em milisegundos.
  • Involuntária e automática , esta sempre ligada;
  • Intuitiva, operando através de redes de associação;
  • impulsiva, movida por emoção;
  • executora de nossas rotinas habituais e guia de nossas ações;
  • gestora de nossos modelos mentais do mundo;
  • impulsiva, movida por emoção.
  • A mente de cima para baixo é:

  • Mais lenta;
  • Voluntária, força de vontade;
  • Esforçada;
  • A sede do autocontrole que pode (as vezes) suplantar rotinas automáticas e anular impulsos com motivações emocionais;
  • Capaz de aprender novos modelos, fazer novos planos e assumir o controle do nosso repertório autoático - até certo ponto.
  • Análise
    Processo de observação da unidade como um todo, com a finalidade de determinar de forma completa e precisa os requisitos do elemento em análise dentro de determinado contexto.

    Em termos gerais, sistemas podem ser vistos de duas maneiras:

  • Através da análise, em que se estuda cada parte de um sistema separadamente a fim de recompô-lo posteriormente.
  • através de uma visão holista, em que se entende que o funcionamento do sistema como um todo, constitui um fenômeno único, i.e., irredutível em suas partes.
  • Ver contexto da análise Ver

    Abordagem de análise
    Tipos de abordagem para fazer a analise de sistemas de informação:
  • Análise estruturada (funcionalidade / atividade)
  • Análise essencial (eventos)
  • Análise a objetos (classes)
  • Análise a aspectos (feactures, caracteristicas)
  • Complexidade
    A complexidade é o conjunto de coisas simples.

    Ela é uma função do número de elementos que compõem um sistema: quanto maior o número de elementos mais complexo será o sistema.

    A primeira visão aprendizado é do todo para depois ver o detalhe. A construção vai na ordem inversa. Ou seja do concreto para o abstrato.

    A complexidade pode ser compreendida em camadas ou niveis. Cada camada ou nivel tem relação dual, de d ependencia e independência, em relação ao seu contexto.

    Ex.:
    atomos -> moleculas -> organelas -> células -> orgão -> corpos -> comunidades -> socioedades -> ecosistemas

    peças individuais contadas uma a uma (64) -> estofamento, revestimento,acabamento de borracha,etc (16) -> pés, assento, encosto, apoio (4) -> cadeira (1)

    hardware <-> sistema operacional <-> aplicativo <-> arquivo.

    Componente
    Tela, sensor, transação, dados, arquivos, formulário, relatório, rotina, programa, ...
    Ver em Ir para

    Modelo
    Podem-se construir modelos para abstrair aspectos de sistemas, como por exemplo um modelo matemático, modelos de engenharia de software, gráficos.

    Integração
    A boa integração das funcionalidades do sistema é chamada sinergia, determinando que as transformações ocorridas em uma das partes influenciará todas as outras. A alta sinergia de um sistema faz com que seja possível a este cumprir sua finalidade e atingir seu objetivo geral com eficiência; por outro lado se houver falta de sinergia, pode implicar em mau funcionamento do sistema.

    Homeostase
    É uma propriedade que tem a característica de manter o meio interno estável, mesmo diante de mudanças no meio externo. As reações homeostáticas podem ser boas ou más, dependendo se a mudança foi inesperada ou planejada.

    Automação
    Pode ser automatizado (que pode ser denominado como Sistema Informacional Computadorizado), e/ou manual, que abrange pessoas, máquinas e/ou métodos organizados para coletar, processar, transmitir e disseminar dados que representam informação necessária a solução de um problema para o usuário e/ou cliente.

    Requisito
    O QUE UM REQUISITO FAZ?
    Alinhamento de expectativas entre o cliente e o prestador de serviço.
    O QUE É?
    Um requisito é definido como "uma condição ou uma capacidade com a qual o sistema deve estar de acordo".(o que) São sentenças que expressam as necessidades, desejos e snhos dos clientes e que condicionam a qualidade do software. (como)
    É um detalhamento da necessidade transformada em solução.
    É uma descrição de como o sistema de informação deve se comportar, ou uma propriedade ou atributo do sistema.
    Pode ser uma restrição sobre o processo de desenvolvimento do sistema.
    Requisito é uma especicação que deve ser implementada.
    Pode ser em requisito funcional e não funcional e regras de negócio.

    Benefício
    • Redução de custos operacionais e administrativos e ganho de produtividade;
    • Mais integridade e confiabilidade da informação;
    • Mais estabilidade;
    • Mais segurança de acesso à informação;
    • Otimização do fluxo de informação permitindo mais agilidade e organização;
    • Informações de melhor qualidade, essenciais para uma boa tomada de decisão..

    Como fazer
    Método

    O Profissional
    O Profissional de Sistemas de Informação deve analisar, planejar e organizar o processamento, armazenamento e recuperação da informação e disponibilizá-la ao usuário.
    Sua principal função é analisar e entender os problemas de uma organização, buscando soluções com uso da tecnologia computacional, através de ferramentas disponíveis no mercado ou produzindo seus próprios sistemas.
    A área de conhecimento desse profissional é ampla, ele não apenas estuda Informática/Computação, mas também, estuda Matemática, matérias em Direito, Administração e Psicologia.
    O que significa que o bacharel em Sistema de informação atua tanto na área tecnológica como atua com organizações e pessoas.

    Evolução
    O profissional possui uma carreira como se fosse uma bifurcação. Isso significa que ele tem a opção de continuar na área técnica ou assumir cargos na área de gestão, ou vai para um lado ou para o outro. Se optar pela carreira técnica, poderá atuar como analista ou programador sênior(com mais de 3 anos de experiência na área), analista de segurança, engenheiro de software, gerente de suporte, auditor de sistemas, arquiteto de sistemas ou coordenador de projetos.
    Na área de gestão, pode assumir funções como gerente de projetos, gerente de contas, analista de negócios, auditor, gerente de TI, diretor de TI e até a CIO (Chief Information Officer, que seria o responsável pela TI de uma empresa), cargo máximo de Informática nas empresas. Como autônomo, pode tornar-se consultor ou empresário na área de TI. Também pode atuar na área acadêmica como docente ou pesquisador, contanto que continue seus estudos em nível de pós-graduação.